Maricá/RJ,

Pesquisa destaca benefícios do contato com a literatura


Seis minutos. Esta é a média de tempo que cada brasileiro dedica-se à leitura por dia. O dado é de um estudo piloto feito no ano passado pelo IBGE, no qual foram ouvidas mais de 5 mil pessoas. A conclusão ainda é mais preocupante se comparada ao período diário que o brasileiro passa em frente à TV: duas horas e trinta e cinco minutos. De acordo com uma pesquisa do Bureau of Labor Statistics dos Estados Unidos, a dedicação diária à leitura por lá ocupa 31 minutos nos dias de semana. O caminho dos brasileiros ainda é longo para atingir esta estatística. E com o intuito de encurtá-lo, uma aluna de Pedagogia da Estácio Zona Norte realizou um estudo sobre como incentivar esse hábito desde cedo.

Intitulado “Literatura infantil: contribuições para o desenvolvimento da criança na educação infantil”, o trabalho da pedagoga Eliane Reis ressalta a importância da literatura para o desenvolvimento social, emocional e cognitivo das crianças na Educação Infantil, período escolar compreendido normalmente entre zero e seis anos de idade. Para a realização do estudo, a aluna fez uma extensa pesquisa bibliográfica a partir de conceituados autores da literatura infanto-juvenil, como Nelly Novaes Coelho e Marisa Lajolo. O trabalho também tomou por base o Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (RCNEI), documento elaborado MEC.

Para a aluna da Estácio Zona Norte, além da escola, os pais têm um papel fundamental para que os pequenos desenvolvam o gosto pela leitura. “Ler para os filhos, apresentar bons livros, com gravuras e cores para que a criança possa fazer sua própria leitura, além de se divertir, são meios que certamente contribuem para a formação do futuro leitor”, esclarece. Segundo a pedagoga, o importante não é somente optar por uma obra consagrada, mas que seja divertida e ao mesmo tempo instrua a criança de alguma forma.

Fonte: Revista do Observatório do Livro/Blog do Galeno

0 comentários:

Visitantes Recentes

Comentários

Artigos Recentes

  © Template 'Traças do Bem' by Patrícia Custódio

Back to TOP